Duas crianças tem a perna `rasgada´ em escada rolante em shopping de Curitiba

Duas crianças tem a perna `rasgada´ em escada rolante em shopping de Curitiba

Um laudo emitido em 29 de novembro de 2019 atesta várias irregularidades encontradas na escada rolante do Shopping Ventura, à Rua Itacolomi, no Portão, em Curitiba, onde mais uma criança teve a perna rasgada na última quinta-feira, 9. Entre elas foram encontradas emendas do rodapé desencaixadas,  criando arestas cortantes, degrau da escada rolante com arestas cortantes, provavelmente causado pelo desgaste das ranhuras do degrau e dentes do pente da escada quebrados. O laudo é do dia 29 de novembro e foi assinador pelo engeheiro mecânico Tiago Marcelo Araújo dos Santos,  do Departamento de Engenharia e Arquitetura do Ministério da Subprocuradoria de Assuntos Administrativos do Ministério Público do Estado do Paraná (MPPR).

Além das irregularidades apontadas, o engenheiro reitera que não teve acesso a casa da máquinas. “Foram vistoriadas as escadas localizadas próximo ao cinema do Shopping (onde ocorreu o acidente). Devido ao fato da visita ocorrer sem comunicação prévia a Administração do Shopping, não foi possível acessar a casa de máquinas dos esquipamentos, uma vez que não havia a presença da empresa responsável pela manutenção dos equipamentos”, diz o laudo.

O advogado das vítimas, João Carlos Farracha de Castro, que representa as duas famílias, entrou com uma representação junto do MPPR contra o shopping. “Amanhã, no começo da tarde eu tenho uma audiência agendada no MPPR onde pretedemos pedir a interdição do equipamento”, afirma Castro. 

Perna necrosada 

Castro, que defende a família da menina que teve a perna cortada na última semana, disse que nesta segunda-feira, 13, durante a troca de curativos, foi percebido que a perna da menina está necrosada. “Com certeza a família irá precisar de atendimento especializado para que ela fique boa”, diz. No entanto, Castro ressaltou que, assim que soube desta questão, está tentando conversar com a administração do shopping e não consegue. “Eles depositaram R$ 1000 na conta da família, dinheiro que cobre apenas os custos de descolocamento e parte dos medicamentos necessários”, afirma. 

O acidente de menina de três anos, ocorreu dois meses após um menino de quatro anos levar 13 pontos na perna após um acidente na escada rolante do Shopping Ventura, no Portão, em Curitiba. Desta vez, a vítima foi uma menina de três anos,  que passou por uma cirurgia e teve que levar 20 pontos. 

‘No caso anterior eu já demonstrava grande preocupação com novos acidentes envolvendo crianças nesta escada rolante. É lamentável que tenha acontecido outro caso grave, exatamente da mesma forma, o que evidencia que o shopping nada fez para garantir a segurança dos seus clientes”, disse o advogado João Carlos Farracha de Castro, que representa as duas famílias.

Outros dois acidentes em escadas rolantes do mesmo shopping foram reportados para ele durante 2019. Nestes dois meses e mesmo com quatro acidentes registrados, a escada não foi interditada. 

Nesta segunda (13), o advogado vai entrar com nova denúncia no Ministério Público do Paraná (MPPR), desta vez sobre o caso do dia 9 de janeiro, como fez com o caso de novembro.”O MPPR já tem o laudo técnico da escada rolante. Esperamos que o promotor peça a interdição permanente da escada”, disse Castro. 

Outro caso

Em 9 de novembro, um menino de 5 anos estava na escada, acompanhado da mãe e da avó, quando cortou a perna na escada rolante do shopping Ventura. Assim, como no caso da semana passada, a mãe demorou para entender o que tinha acontecido e causado o corte enorme na perna. Na época, a administração do shopping insistiu que não tinha nada errado com a escada e ainda alegou que o menino estava pisando na faixa amarela.  Em imagens feitas por familiares da primeira vítima no dia seguinte do episódio na escada rolante, é possível perceber que a lateral da escada não possui .

Resposta do Shopping

Em nota, o  Ventura Shopping lamenta o incidente ocorrido na última quinta-feira (9/1) e esclarece que atendeu imediatamente a situação e está prestando assistência à família: “Embora tenha sido emitido um laudo, no dia 12 de novembro de 2019, pela empresa responsável pelo equipamento Escarol Comércio e Manutenção de Equipamentos Ltda, que comprova as manutenções em dia e atesta as perfeitas condições de uso da escada rolante e os padrões de segurança exigidos pelas normas técnicas da ABNT, o shopping está solicitando nova avaliação técnica.”

Via assessoria, a administração do Shopping disse que seguem mantendo da postura de prestar assistência à família e reitera estar em contato direto tanto com a família quanto com o advogado da família. 

Redação com Bem Paraná

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Notícias 0 Comentários

VEREADORES SOB SUSPEITA: CÂMARA DE PRIMAVERA DO LESTE NEGA ACESSO A INFORMAÇÕES

A câmara de vereadores de Primavera do Leste-MT (244 km de Cuiabá), novamente é protagonista de uma polêmica. Desta vez por negar informações e transparência a solicitação de um cidadão.

RONDONÓPOLIS 0 Comentários

ALUNOS E PAIS LAMENTAM ENCERRAMENTO DAS ATIVIDADES DA ORQUESTRA SINFÔNICA JOVEM DE RONDONÓPOLIS

O que era para ser mais um dia de ensaio da Orquestra Sinfônica Jovem foi na verdade o último encontro do projeto desenvolvido há cerca de dois anos em Rondonópolis

Destaques 0 Comentários

MOTORISTAS DE UBER IRÃO À SESSÃO DA CÂMARA NESTA QUARTA FEIRA (9) EM RONDONÓPOLIS

Após o protesto realizado pelos taxistas de Rondonópolis , os motoristas de transporte que trabalham pelo aplicativo Uber, decidiram comparecer a sessão ordinária desta quarta feira(9). Segundo informações atualmente existem em

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta