EX-DEPUTADO FOI INJUSTAMENTE CONDENADO POR HOMOFOBIA

EX-DEPUTADO FOI INJUSTAMENTE CONDENADO POR HOMOFOBIA

O assessor especial da presidência da República e ex-deputado Victorio Galli (PSL/MT), não aceitou a sentença proferida pela juíza da Vara Especializada de Ação Popular de Cuiabá, Célia Regina Vidotti.

Segundo sentença da magistrada o professor e ex-deputado federal deverá pagar R$ 100 mil de multa pela prática de “homofobia”.

No entanto como não aceitou o fato, pela simples razão de não ser homofóbico, Victório Galli contratou um dos mais conceituados advogados de Mato Grosso.

Rachid Jaudy Advogados, com experiência de mais de três décadas e que entrará com AÇÃO RESCISÓRIA e com pedido de liminar para suspender a condenação, baseado no CPC Art. 966, inciso VIII, pedindo ao futuro relator , que o deputado seja ouvido em juízo conforme o artigo 972 do novo CPC.


Dr. Marcos Rachid, – arquivo pessoal

Os serviços jurídicos serão prestados de forma gratuita, e isso se deve por conta do forte relacionamento entre o advogado e Victório Galli.

Em sua tese de defesa o respeitoso causídico Dr. Marcos Rachid, entende com respeito ao contraditório que ao ex deputado não lhe foi oportunizado as PROVAS CONFORME ART.357, II, CPC.

Entre as dúvidas e questionamentos da defesa de Victorio Galli estão as seguintes:

  • A Defensoria Pública de Chapada dos Guimarães apresentou uma petição contra o ex-deputado sobre o que ele teria dito, no entanto não trouxe a público nenhum documento para provar o que estava argumentando.
  • Na contestação dos advogados anteriores, eles não insistiram para que a defensoria pública apresentasse os documentos alegados na petição inicial e para que o deputado fosse ouvido em juízo, e pudesse dizer que jamais foi homofóbico.
  • Houve a Impugnação da Defensoria e Sobreveio a sentença condenatória, sem que todas as formas previstas no código de processo civil pudessem ser apreciadas.

Rachid acredita em uma análise mais profunda, apresentando documentos, fatos novos e ouvindo o Deputado Galli, a sentença condenatória é passível de reversão.

Redação

Compartilhe:

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Destaques 0 Comentários

VALDIR CORREIA ARTICULA SEDE DO INCRA E ZÉ DO PÁTIO MARCA” GOL DE PLACA”

O prefeito Zé Carlos do Pátio, juntamente com seu fiel escudeiro o Secretário Executivo da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário  Valdir Correia, conseguiram articular a instalação de uma sede

Política 0 Comentários

RACHEL SHEHERAZADE COBRA QUE RODRIGO JANOT DENUNCIE TERRORISTAS DO MTST POR ATOS CRIMINOSOS

A jornalista do SBT, Raquel Sheherazade publicou em seu twitter pessoal uma chamada da Veja sobre os atos terroristas que foram praticados pelo MTST, organização criminosa de extrema-esquerda que visa

Destaques 0 Comentários

“DIABO CUIABANO”: CÂMARA PEDE ESCLARECIMENTOS DO EX-SECRETÁRIO EM RONDONÓPOLIS

O vereador Rodrigo Zaeli (PSDB), usou a tribuna da câmara na sessão ordinária do dia 13/03 em Rondonópolis, para questionar o desabafo do ex-secretário de receita, o economista Valdecir Feltrin.