DEPOIS DE MG, RJ E RS, É A VEZ DO DF ATRASAR OU PARCELAR SALÁRIOS

DEPOIS DE MG, RJ E RS, É A VEZ DO DF ATRASAR OU PARCELAR SALÁRIOS

Os estados enfrentam dificuldades para pagar a folha e o que pesa mais é a Previdência. Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul estão em situação crítica, mas outros estados anunciam que a dificuldade vem aumentando todo mês. Agora é o Distrito Federal que faz uma ginástica mensal para pagar a folha, as aposentadorias e só. Não sobra nada para investimentos e até para o atendimento básico de saúde e educação. As informações são de José Maria Trindade na Jovem Pan.

O governo do DF enfrenta greves e novas ameaças de paralisação, mas o governador Rodrigo Rolemberg admitiu que não tem certeza de pagamento de salários em dia para os próximos meses e prevê parcelamento de salários ou até mesmo o não pagamento de aposentados.

A situação é grave até para quem está no coração do poder e recebe repasses direto da União: “nosso grande problema hoje é a Previdência. A União nos deve R$ 780 milhões, ela reconhece, mas não paga”.

Durante o encontro de técnicos do governo do DF, a avaliação foi de que a receita não cresceu como o esperado e as despesas engoliram o orçamento.

Sobre o Autor

Talvez você também goste

CULPADA PELA DESTRUIÇÃO DA ECONOMIA, DILMA DIZ QUE TEM A SOLUÇÃO PARA A CRISE

Dilma saiu de sua toca para dar conselhos ao Brasil. Detalhe: ela foi denunciada simplesmente na maxipropina de Joesley, que revelou que a conta reservada para ela e Lula teve

RONDONÓPOLIS 0 Comentários

TCE-MT DE “OLHO” NA PREFEITURA DE RONDONÓPOLIS

O TCE-MT determinou, há vários anos, os requisitos que devem ser observados para a implementação do controle interno. No entanto na prefeitura de Rondonópolis as coisas não funcionam dessa forma,

Mato Grosso

Trabalhador é resgatado com vida após ser soterrado em silo de soja em Mato Grosso

Um trabalhador foi resgatado com vida e o irmão dele desapareceu depois de serem soterrados em um silo de soja nessa quinta-feira (28) em Nova Maringá, a 392 km de

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta