DENÚNCIA : PRESTAÇÃO DE CONTAS  SOB  SUSPEITA NA ASSOCIAÇÃO DE CABOS E SOLDADOS DA PM DO MATO GROSSO

DENÚNCIA : PRESTAÇÃO DE CONTAS SOB SUSPEITA NA ASSOCIAÇÃO DE CABOS E SOLDADOS DA PM DO MATO GROSSO

Uma mensagem que circula nas redes sociais, em grupos de whatsapp denuncia uma suspeita de desvios e consequentemente a prestação de contas da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar do Estado de Mato Grosso.

Mensagens que circulam no whatsapp sobre suspeitas na associação de cabos e soldados da PM -MT

As  denúncias são de um  suposto desvio de recursos da associação na gestão de 2012 a 2016, a prestação de contas foi feita somente em um dos anos de mandato, e não anualmente, como prevê o estatuto.

Segundo apurou o Marreta Urgente; o sargento Gerson Nonato membro da associação irá protocolar um documento na associação  solicitando explicações detalhadas sobre o assunto.

“Em cinco anos dessa gestão, a única vez  que realizaram prestação de contas foi em uma assembleia às 8 da manhã de um feriado de Corpus Christ. Se existiu alguma prestação de contas nesse período, com certeza não foi  em assembleia, e sem submeter ao Conselho Fiscal”. Declarou Nonato.

Outro lado

O reportagem do Marreta Urgente conversou por telefone com o presidente do Conselho Fiscal, cabo Marlon Jackson Gonçalves que preferiu não comentar sobre o assunto nesse momento.

Entramos em  contato com o  cabo Adão Martins presidente da associação, que  atendeu a ligação e por conta de uma reunião não poderia comentar o assunto no momento,mas que fará sua colocação posteriormente.

Redação

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Infância refugiada: crianças venezuelanas no Brasil

Hoje é o Dia das Crianças e no alojamento BV8 em Pacaraima (RR), fronteira do Brasil com a Venezuela, os cerca de 400 meninos e meninas que vivem temporariamente por

MITOU: BOLSONARO ANUNCIA R$ 2,5 BILHÕES PARA EDUCAÇÃO

Em sua tradicional live de quinta, o presidente Jair Bolsonaro anunciou que pretende destinar os R$ 2,5 bilhões em multas da Petrobras para os ministérios da Educação e da Ciência

Agência nega elo com Bolsonaro, mas diz não controlar mensagem via WhatsApp

O diretor de uma das agências de marketing digital que, segundo o jornal Folha de S.Paulo, distribuiu material anti PT via WhatsApp durante a campanha eleitoral, negou ter sido procurado

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta