Dengue: mosquito transgênico reduz população do Aedes em 95%

Dengue: mosquito transgênico reduz população do Aedes em 95%

Experimento na cidade de Indaiatuba, no interior de São Paulo, mostrou que larvas modificadas controlam a proliferação do inseto

O Combate ao agente transmissor da dengue,zika, chikungunya e febre amarela ganhou um importante aliado. Após pouco mais de três meses de experimentos, o projeto Aedes do Bem anunciou ter reduzido a população do Aedes aegypti em 95% em uma cidade do interior de São Paulo.

O feito consistiu em espalhar minicápsulas do mosquito geneticamente modificado. Ao eclodir, apenas os machos sobrevivem e, ao acasalar com as fêmeas selvagens, também produzem uma descendência só de machos, o que interrompe o ciclo de reprodução do mosquito.

O estudo ocorreu durante 13 semanas em dez bairros do município de Indaiatuba. A Oxitec, empresa responsável pela tecnologia, soltou as minicápsulas – com milhares de ovos do inseto transgênico – nas residências locais uma vez por semana.

Sem qualquer tipo de interferência humana, o conteúdo suprimiu 95% das larvas selvagens na área onde foi colocado.

De acordo com a empresa, a nova unidade de produção do Aedes do Bem, em Piracicaba (SP), tem capacidade de gerar 60 milhões de mosquitos por semana, o que seria suficiente para beneficiar até 3 milhões de pessoas, protegendo-as do Aedes aegypti.

Redação com Metropoles

Talvez você também goste

RONDONÓPOLIS 0 Comentários

Mirante no Parque do Escondidinho é Concluído

Uma das principais atrações, o mirante de madeira do Parque Ecológico do Escondidinho está 100% pronto segundo informações do fiscal da obra, o engenheiro civil José Gilmar Soares Junior, da

AS MUDANÇAS RADICAIS DE PAULO GUEDES

Num dia marcado por posses de ministros, vários com discursos no mínimo surpreendentes, nenhum apontou para mudanças tão concretas e ao mesmo tempo radicais quanto Paulo Guedes, que assumiu a

RONDONÓPOLIS 0 Comentários

TJ/MT DETERMINA QUE CÂMARA DE RONDONÓPOLIS NÃO DEMITA COMISSIONADOS

A desembargadora Maria Erotides Kneip do Tribunal de Justiça de Mato Grosso determinou que a Câmara de Vereadores de Rondonópolis, não necessita afastar os servidores comissionados, até o julgamento do mérito.