Foto: Michel Filho / Agência O Globo CRISE NA CAIXA PODE DERRUBAR REFORMA DA PREVIDÊNCIA

CRISE NA CAIXA PODE DERRUBAR REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Um dos vice-presidentes afastados da Caixa Econômica, Roberto Derziê de Sant’Anna, circulava no Planalto com frequência. Visitava os ministros responsáveis pela articulação política. Com Temer, segundo a agenda oficial, esteve três vezes em 2017. Ele e outros três são investigados pela Polícia Federal e pelo Ministério Público. Seus nomes foram indicados por PR, PP, PRB e PMDB e fazem parte da influência destes partidos dentro da máquina pública. Sem este espaço, ameaçam travar a reforma da Previdência e, por isso, querem indicar os substitutos. Segundo o Estadão, pelo menos o PR cogita encaminhar o nome da mesma pessoa.

Enquanto isso… No próximo dia 19, uma assembleia votará mudanças no estatuto do banco. Entre elas, a possibilidade de que passe a ser o Conselho de Administração da Caixa, e não o presidente, quem indica os dirigentes. “Se deixar acontecer, será a pá de cal sobre a reforma”, disse a Gerson Camarotti um líder governista no Parlamento.

Não é só a Caixa. Mais de cem estatais têm até junho para se enquadrar à Lei das Estatais, sancionada no ano passado. O objetivo é eliminar influência política nos comandos. Segundo Cristiana Lôbo, é uma vitória da área técnica.

 

 

Fonte: Canal do Meio

Compartilhe:

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Notícias 0 Comentários

20% das lojas fecharam as portas em 18 meses

Entre janeiro de 2015 e junho de 2016, 170 mil estabelecimentos comerciais fecharam as portas no Brasil, divulgou hoje a CNC. Esse número representa 20% do total. Dessas empresas que

Agência nega elo com Bolsonaro, mas diz não controlar mensagem via WhatsApp

O diretor de uma das agências de marketing digital que, segundo o jornal Folha de S.Paulo, distribuiu material anti PT via WhatsApp durante a campanha eleitoral, negou ter sido procurado

Destaques 0 Comentários

Índice de voto útil é muito baixo entre eleitores de Bolsonaro

A mais recente pesquisa divulgada pela BTG Pactual nesta segunda-feira (15), realizada no sábado (13) e domingo (14) revela que o índice de voto útil, entre os eleitores de Bolsonaro