COVARDIA DELIBERADA, ESTRATÉGIA ACERTADA OU INGENUIDADE DE BOLSONARO

COVARDIA DELIBERADA, ESTRATÉGIA ACERTADA OU INGENUIDADE DE BOLSONARO

Jair Bolsonaro, pré-candidato à Presidência pelo PSL, publicou no Facebook um vídeo pedindo que a categoria dos caminhoneiros volte ao trabalho. Bolsonaro, em tom republicano demonstrou autoridade, defendeu o fim da paralisação dos caminhoneiros.

Bolsonaro diz que a paralisação dos caminhoneiros já chegou ao seu extremo e precisa ser encerrada.

“Quem aposta no pior é essa esquerda comunista”, afirma.

No entanto, o nome de Bolsonaro tem sido associado a lideranças do movimento dos caminhoneiros devido à presença de apoiadores dele e de defensores de uma intervenção militar [intervenção não é ditadura] entre os manifestantes.

Considerando que o governo não resolveu o problema, como de costume, evita cortes de gastos e cortes de impostos, optando por mais subsídios e mais impostos no lombo dos brasileiros, além do risco iminente de uma fraude eleitoral, por meio das famigeradas urnas eletrônicas; Bolsonaro foi covarde, mal orientado ou ingênuo?

Como uma balde de água fria, acalmou aqueles que buscavam uma mudança radical no sistema de governo. As mudanças desejadas eram: o fim das concepções socialistas e do agigantamento estatal; diminuição de impostos no país; que os caminhoneiros conseguissem trabalhar sem serem sufocados pela alta carga tributária. Então, Bolsonaro se afastou da realidade?

Muito provavelmente, Churchill se envergonharia da atitude de Bolsonaro. O primeiro-ministro britânico, jurou jamais se render frente às forças do nazismo; Churchill foi o grande líder e o verdadeiro campeão da resistência contra a opressão do nacional socialismo de Hitler. Basta ver sua biografia, ou mesmo, algumas de suas famosas frases e pensamentos.

Segundo o analista político Manoel Carlos, a estratégia de Bolsonaro não dará certo, pois há uma barreira chamada urna eletrônica, e essa barreira não foi superada: “Bolsonaro mostrou ter mais autoridade que o presidente da república, Michel Temer, ‘talquei’.

Por outro lado, o debate suscitado pelos caminhoneiros foi uma amostra grátis do mal causado pelos socialistas ao Brasil nos últimos 30 anos. E, agora o debate se encerra, caso os caminhoneiros encerrem a paralisação, e nada mudou no país. A política de diminuição de impostos não será implantada, a política costumeira de aumento de impostos e dos famosos subsídios, continua. Para piorar, está tudo armado para que a PEC dos comprovantes de papel nas urnas, de autoria de Bolsonaro, não seja implantada.

Logo, nem os caminhoneiros, nem a população e muito menos o Bolsonaro conseguiram uma saída vitoriosa dessa situação”, destacou o analista conservador, Manoel Carlos.

“A estratégia dele, como já disse, foi dizer para a população que ele [Bolsonaro] tem o poder e maior autoridade que o próprio presidente da república, ao apresentar-se como um estadista. Mas, Bolsonaro esqueceu: com essas urnas eletrônicas e com o ‘establishment’ dando as cartas,Bolsonaro não será presidente. Quem contará os votos definirá o próximo presidente”, concluiu o analista político.

Bolsonaro, que lidera as pesquisas de intenção de voto nos cenários sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que está preso por formação de quadrilha e lavagem de dinheiro, afirmou que o governo do presidente Michel Temer tem agido de forma “covarde” ao trabalhar para responsabilizar os caminhoneiros.

Redação

Sobre o Autor

Talvez você também goste

RONDONÓPOLIS 0 Comentários

EMPRESAS DEVEM SE PREPARAR PARA NOVO eSOCIAL A PARTIR DE 2018

O que é eSocial? Com o Decreto Nº 8.373/2014, instituído pela Presidência da República entrou em vigor o eSocial. É uma ferramenta onde o departamento de RH pode enviar todas

Destaques 0 Comentários

DÍVIDAS DO “RONDONFOLIA/2017” PODEM CHEGAR A R$ 600 MIL

Na manhã desta segunda- feira (12) uma reunião para esclarecimentos do “Rondonfolia 2017” proposta pelo vereador Fábio Cardozo, aconteceu no plenário. Espontaneamente alguns envolvidos esclareceram suas posições. As Denúncias de

Principal Destaques 0 Comentários

EDUCAÇÃO: Escola cívico-militar deve ser implantada em Barra do Garças

Em Mato Grosso, existem hoje oito escolas militares, sendo uma delas coordenadas pelo Corpo de Bombeiros; mais cinco municípios deverão contar com a implantação.

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta