COOMSER EMITE NOTA DE ESCLARECIMENTO

COOMSER EMITE NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Cooperativa Mista de Bens e Serviços de Rondonópolis (Coomser), prestadora de serviços de saneamento para o Sanear, enviou nota de esclarecimento sobre matérias divulgadas no MARRETA URGENTE , o qual será disponibilizado o espaço de resposta referente as matérias.

Abaixo a nota emitida pela Diretoria da COOMSER.

Doc coomser (1) clic aqui para ver arquivo em pdf

 
NOTA DE ESCLARECIMENTO
A COOMSER — COOPERATIVA DE TRABALHO E SERVIÇOS DE RONDONÕPOLIS, vem perante V. Sa., em razão das matérias publicadas no dia 27 de janeiro do presente ano, sob os títulos “Cooperados denunciam perseguição política no SANEAR” e “Diretora do SANEAR fala sobre polêmica dos cooperados”, e no dia 15 de fevereiro próximo passado, intitulada “COOMSER vai demitir 70 pessoa no SANEAR”, nos termos do artigo Pç. e seguintes da Lei Federal n° 13.188/2015, prestar os seguintes esclarecimento:
A COOMSER, cooperativa de trabalho fundada em 1996, exerce sua atividade no município de Rondonópolis/MT há mais de 20 anos, congregando pessoas que, ao associar-se como cooperadas, buscam, através da união de esforços, aperfeiçoamento profissional e pessoal, e melhores oportunidades no mercado de trabalho, não possuindo envolvimento com qualquer partido político ou representante dele.
Por essa razão, a COOMSER, como representante de seus cooperados, realiza contratos de prestação ck serviços com ente privados e públicos, dentre os quais o SANEAR — SERVIÇOS DE SANEAMENTO AMBIENTAL DE RONDONÓPOLIS, esclarecendo que os contratos com entes públicos são firmados por meio de processo de licitação.
Assim, para que haja qualquer alteração no teor dos contratos firmados com o SANEAR, necessário faz que sejam observados os termos da Lei das Licitações — Lei Federal n° 8.666/1993.
Por esse motivo, ao receber Ofício/SANEAR/DG/73/2017 do SANEAR, na data de 02/02/2017, comunicando sobre a realização de alteração unilateral de diversos contratos, com base nos artigos 58 e 65, inciso I, da Lei Federal n° 8.666/1993, visando a redução das atividades contratadas, por meio da redução do número de funções inicialmente entabuladas, a Diretoria da COOMSER, embora não coadune com a decisão contratual tomada, por ser direito do ente estatal, foi obrigada a aceitar a alteração unilateral imposta, sendo infrutíferas as tentativas de demover o Ente Autárquico dessa decisão.
É importante frisar que foi adotado pela COOMSER o requisito da antiguidade da matricula vinculada à medição para aferir quais cooperados seriam atingidos pela alteração contratual unilateral, sendo as matrículas mais novas expostas aos efeitos da decisão do SANEAR.
Resta esclarecer que, a COOMSER não é empresa, motivo pelo qual, não possui empregados e não pode demitir seus cooperados, como foi afirmado por equívoco nas reportagens mencionadas, sendo certo que a impossibilidade de o mesmo continuar a participar do contrato firmado com o SANEAR, não resulta exclusão dele de seu quadro social, deixando registrado que se esforçará, como sempre fez, para garantir melhores oportunidades profissionais para seus associados.

 

 

Redação

 

 

Compartilhe:

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Notícias 0 Comentários

PEQUENAS CRISES RONDAM POLÍTICA EXTERNA DE BOLSONARO

Três fontes de confusão se abriram na política externa brasileira. Uma com a China, a segunda com o mundo árabe e, a terceira, envolvendo Europa e Mercosul. Os negociadores de

Notícias 0 Comentários

VEREADOR JOSAFÁ BARBOSA RESPONDE A OUTROS PROCESSOS NA JUSTIÇA ALÉM DA ACUSAÇÃO DE ESTUPRO

O vereador Josafá Martins Barbosa (PP), de Primavera do Leste- MT  (244 km de Cuiabá) é suspeito de dar R$ 100 a uma criança de 13 anos em troca de

Notícias 0 Comentários

RAIO TIRA DO AR A RÁDIO MEGA FM 99,3

Na tarde da terça-feira (3) um raio, atingiu os transmissores da Rádio Mega FM 99.3 em Rondonópolis e danificou os equipamentos. Programas como o Clube da Mega (Victor Santos )