Condenado por feminicídio, homem pede guarda da filha à Justiça.

Condenado por feminicídio, homem pede guarda da filha à Justiça.

A Justiça do Distrito Federal negou pedido de um homem condenado pelo homicídio da mãe de sua filha. Ele queria ter a guarda da criança.

Após o assassinato da mulher, em 2017, a guarda foi garantida à tia da menina, mas o pai, mesmo cumprindo pena pelo crime, recorreu da decisão.

Ao sentenciar o caso, a 8ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) entendeu que o apenado não tem equilíbrio emocional para se responsabilizar a cuidar da menina.

Segundo a Justiça, outro fator que impede a guarda são os 10 anos restantes da pena que o homem deve cumprir.

No ano passado, uma lei aprovada pelo Congresso definiu que quem comete crime contra o pai ou a mãe de seus filhos perde a capacidade de guarda.

Redação/ O Livre

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Polícia

POLÍCIA CIVIL – Registros de ocorrências pela Delegacia Virtual ajudam a evitar aglomerações em delegacias

A Polícia Civil de Mato Grosso reforça o atendimento da Delegacia Virtual para o registro de boletins de ocorrência, especialmente durante este período de restrições em todo o estado, de

Polícia

MP paraguaio desiste de denúncia, e Ronaldinho Gaúcho será libertado

“Desde 6 de março, não canso de repetir. “O Ronaldo foi preso ilegalmente aqui no Paraguai. “Ele passou cinco meses de sua vida preso. “E finalmente hoje, o Ministério Público reconheceu que

Mato Grosso

Vigilante da Brink’s enviava fotos e dados sigilosos para bandidos

A Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) deflagrou uma operação, na manhã desta quarta-feira (23), para cumprir três mandados de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta