Foto: Caminha Gente COLATINA/ES TEM TAXA DE HOMICÍDIO ZERO EM 2019

COLATINA/ES TEM TAXA DE HOMICÍDIO ZERO EM 2019

Enquanto a maioria dos brasileiros sonha com melhores condições na segurança pública, e a violência chega a níveis alarmantes em algumas localidades. Os moradores do município de Colatina-ES, não sofrem com esta preocupação constante.

E para que isso seja possível, o trabalho realizado pela 8ºBatalhão da Polícia Militar do Espírito Santo no município é ponto fundamental. Com ações especificas que retiram das ruas vários elementos que acabam presos e assim são impedidos de cometer crimes, o objetivo é dar uma segurança pública de qualidade para o cidadão Colatinense.

Entre as ações destacadas estão: reuniões comunitárias, levantamento de informações, instalação de bases, operações de trânsito focadas em locais com alta incidência de crimes, enfrentamento ao tráfico de drogas e ações sociais. Bem como, identificação e recuperação de locais antes dominados pela criminalidade e uso racional dos recursos humanos e logísticos.

No dia 16 de fevereiro de 2019, a página do facebook do 8ºBatalhão da Polícia Militar em Colatina, mandou um recado aqueles que não gostam das ações da policia militar, e que provavelmente tem interesse que elas não aconteçam.

Alguns (dois) comentários criticando a ação da PM em atuar de forma sistêmica nas desordens em Colatina. Estamos atendendo a demanda da sociedade e nessa mesma ação foram presas pessoas comentando crimes, inclusive droga apreendida (divulgação em breve).
Sua opinião e críticas são de extrema importância. Mas infelizmente o pedido de parar foi indeferido. Estamos atuando em conformidade com a legislação.
Sua opinião é importante, mas não faz a mínima diferença para nós. Então não perda seu precioso tempo comentando.
Cerco tá fechando.

Dessa forma, e com estes métodos de trabalho, Colatina se tronou a única cidade do ES com mais de Cem mil habitantes que ainda não registrou homicídio em 2019.

Morar em Colatina representa viver em uma cidade que oferece o conforto dos grandes centros do país, com a vantagem de não conviver com a violência.

REDAÇÃO

.

Compartilhe: