COLABORADORES DO ROTATIVO RONDON RECLAMAM DA EMPRESA EM REDE SOCIAL

COLABORADORES DO ROTATIVO RONDON RECLAMAM DA EMPRESA EM REDE SOCIAL

EM CONVERSAS NAS REDES SOCIAIS COLABORADORES DESABAFAM

monitores-roativo-rondon-21-10-15O Rotativo Rondon continua gerando muitas reclamações, mas desta vez a confusão é dentro da própria casa com sérios problemas administrativos e com ingerência completa, a maior reclamação nos últimos dias veio dos próprios colaboradores.

Eles alegam que a empresa não cumpriu a lei em depositar o 13 salario ou a segunda parcela no dia 20 conforme determina a lei trabalhista.

A tão aguardada gratificação de final de ano, conhecida popularmente como décimo terceiro salário, é também chamada de gratificação de Natal. E isso tem a ver com o prazo estipulado pela Lei 4.090, de 13/07/1962, promulgada em decreto no dia 3/11/1965. O pagamento pode ser feito em duas parcelas, sendo que a primeira deve ser paga do dia 1 de fevereiro até o 30 de novembro, e a segunda parcela até o dia 20 de dezembro.

Como muitos colaboradores comprometeram esse salário a mais no ultimo mês do ano para as mais diversas situações acabam sendo prejudicados pela irresponsabilidade da empresa.

Os colaboradores do rotativo Rondon alegam também outras situações em conversas de whatsaap eles alegam que são coagidos e prometem denunciar a empresa ao sindicato da categoria e ao ministério do trabalho.

Algumas informações dão conta que uma possível ruptura administrativa possa acontecer na empresa uma vez que alguns sócios que não estão ativos na administração atual já têm conhecimento das situações como a empresa vem sendo conduzida e estariam dispostos a intervir.

Ao que parece os referidos sócios não administrativos não tem concordado com a forma como a empresa vem sendo gerenciada em Rondonópolis, pois parece que atualmente ninguém realmente assume qualquer responsabilidade por esta empresa na cidade.

Segundo estudo realizado pela Michael Page a principal ferramenta que uma empresa deve utilizar para atingir bons resultados,são a remuneração, gestão de talentos e a imagem da empresa de boa empregadora.

Está cada vez mais claro que não adianta apenas medir o quanto o colaborador contribui para a empresa. A empresa também tem que contribuir para o desenvolvimento profissional do colaborador.

Afinal, valorizar as pessoas que trabalham na empresa é fundamental para atrair e manter talentos e atingir bons resultados.

Este talvez seja o motivo do Rotativo Rondon ser tão questionado na cidade.

Quem não cuida bem dos seus não pode cuidar dos outros. Esperamos que com a nova gestão na prefeitura a partir do dia 1 de janeiro o prefeito eleito Zé Carlos do Pátio consiga com diálogo e com determinação ajudar a solucionar o problema Rotativo Rondon.

Compartilhe:

Sobre o Autor

Talvez você também goste

RONDONÓPOLIS 0 Comentários

FÁBIO CARDOSO COBRA DA PREFEITURA SOLUÇÃO IMEDIATA PARA EROSÃO NOS FUNDOS DO TERRA NOVA

O vereador Fábio Cardoso (PPS) esteve na manha desta quinta-feira visitando e ouvindo as demandas dos moradores do condomínio Terra Nova no bairro sagrada família em Rondonópolis, para ver a

Destaques 0 Comentários

RONDONÓPOLIS: MORADORES PROTESTAM COM PESCARIA EM BURACOS

Cansados de não receberam respostas do poder público que não resolve os problemas, moradores recorrem ao humor para protestar. O problema dos buracos não é novo, e constantemente ganha às

Notícias 0 Comentários

A HORA DA DESPEDIDA

Pode ser julgado a qualquer momento o último recurso no processo em que o Vereador Juary Miranda de Moraes foi condenado a suspensão dos direitos políticos pelo Tribunal de Justiça