Camareira é obrigada a fazer sexo oral em hóspede de hotel

Camareira é obrigada a fazer sexo oral em hóspede de hotel

Caso ocorreu em Cáceres. O estuprador pediu um copo d'água e, quando a funcionária disse que ele não poderia ficar lá, trancou a porta e arrastou a mulher até o banheiro

Um homem de 27 anos foi preso, na tarde de terça-feira (15), por estuprar uma camareira em um quarto de um hotel/restaurante de Cáceres (225 km a oeste de Cuiabá). O abusador ainda roubou as joias da vítima no momento da fuga.

De acordo com o boletim de ocorrência, a camareira estava limpando um dos quartos do hotel, quando o abusador chegou pedindo um copo d’água. A mulher disse que ele não poderia ficar ali, foi quando ele fechou a porta e disse que eles “passariam um tempo” juntos.

A vítima tentou sair e pedir socorro, mas foi socada pelo estuprador, sendo arrastada por ele até o banheiro. Ele começou a apertar o pescoço dela e disse que se continuasse gritando, teria que matar. A camareira foi obrigada fazer sexo oral. 

Um funcionário do hotel, que ouviu os gritos e chamou ajuda. O estuprador pegou pertences da vítima e fugiu. Ele foi seguido e cercado por hóspedes e entregue para a polícia depois de alguns socos e pontapés. 

Repórter MT

Talvez você também goste

JORNALISTAS COM DIREITO AO PORTE DE ARMA

O decreto assinado ontem pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) e publicado hoje no Diário Oficial da União amplia de forma substancial a quantidade de categorias e pessoas que têm direito

Notícias 0 Comentários

ESTELIONATO SENTIMENTAL: HOMEM É CONDENADO A INDENIZAR MULHER QUE CONHECEU NO TINDER

Um homem que se aproveitou de uma mulher apaixonada, que conheceu no Tinder, para tomar seu dinheiro, foi condenado a indenizá-la por danos morais e materiais que juntos somam mais

Destaques 0 Comentários

Presos terão que pagar por tornozeleira eletrônica

A Lei 10.935, idealizada pelo deputado estadual João Batista (Pros), que dispõe sobre a obrigatoriedade do preso pagar pela tornozeleira eletrônica e a manutenção do equipamento foi sancionada pelo governador Mauro