CÂMARA ACATA DENUNCIA QUE PODE CASSAR PREFEITO EM PEDRA PRETA

CÂMARA ACATA DENUNCIA QUE PODE CASSAR PREFEITO EM PEDRA PRETA

Por oito votos a favor e apenas dois contrários a Câmara de Vereadores de Pedra Preta (240 Km de Cuiabá), na sessão desta segunda-feira (6), acatou a denúncia que se comprovada pode levar a cassação do Prefeito “NÁ” Juvenal Pereira de Brito (MDB).

A denúncia alega evidências de lesão ao erário, sendo que o Prefeito teria cometido infração político-administrativa ao negligenciar a defesa do erário municipal, dois Secretários Hernane Carneiro Gomes e Waldemar Chaves Freitas foram afastados por determinação judicial e são suspeitos de práticas ilegais envolvendo despesas na aquisição de cascalho. Os dois secretários foram afastados estão sendo investigados pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco).

A Controladoria Geral do Município de Pedra Preta, apontou que os danos ao erário do Município ultrapassaram o valor de mais de R$ 64 mil.

Uma comissão processante formada por três vereadores Vanderlei Sartori (Presidente), Lenildo da Silva (Relator) e Antônio Ribeiro (Membro) e darão continuidade aos trabalhos de investigação.

REDAÇÃO

Talvez você também goste

Destaques 0 Comentários

“NOVO ATENTADO CONTRA BOLSONARO”, PASTOR REVELA DETALHES (Vídeo)

Uma visão profética gravada em vídeo por um pastor conhecido como Sandro rocha, da cidade de Guaratuba no Paraná   chamou as atenções nas redes sociais. Segundo depoimento do pastor ele

Notícias 0 Comentários

RODRIGO DA ZAELI APOIA AÇÃO DA PF EM INVESTIGAÇÃO DE POSSÍVEIS CRIMES ELEITORAIS

O vereador e presidente da Câmara de Rondonópolis, Rodrigo da Zaeli (PSDB), apoia a ação de investigação de possíveis crimes eleitorais conduzida pela policia federal. Segundo o presidente, “quem não

Notícias 0 Comentários

AÇÕES DA KROTON E A SAÍDA DOS ALUNOS DE OLAVO DO MEC

O professor Silvio Grimaldo de Camargo, ex-assessor especial do ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, em publicações no seu facebook escreveu sobre o MEC promover um expurgo de ex-alunos de