Foto: Assessoria AUDICOM PROTOCOLA DENÚNCIA NO TCE CONTRA PREFEITURA DE RONDONÓPOLIS

AUDICOM PROTOCOLA DENÚNCIA NO TCE CONTRA PREFEITURA DE RONDONÓPOLIS

A Associação dos Auditores e Controladores Internos dos Municípios de Mato Grosso – AUDICOM-MT, protocolou, na segunda-feira (10), uma denúncia junto ao Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE-MT) contra a Prefeitura Municipal de Rondonópolis.

A entidade alega precarização da carreira constitucional de controle interno, violação das prerrogativas, além do descumprimento da Resolução Normativa nº 26/2014, que determinou aos Prefeitos de MT que na implementação do sistema de controle interno do Poder Executivo devem ser atendidos 100% dos requisitos prescritos no Anexo III desta Resolução, os quais serão considerados para efeito de apreciação das respectivas contas anuais.

Para o Presidente da AUDICOM, Hebertt Villarruel, “precarizar e violar prerrogativas dos controladores internos é um atentado à Constituição e as Instituições Democráticas. Descumprir a RN nº 26/2014 afronta a Instituição TCE/MT. É andar na contramão das melhores práticas de governança. É criar um ambiente fértil para ineficiência e proliferação da corrupção”, enfatiza.

Redação

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Notícias 0 Comentários

TAQUES VAI PROCESSAR DEPUTADA QUE FEZ ÁUDIO

Após a repercussão do áudio da deputada estadual Janaína Riva (PMDB), que proferiu termos como “veado” se referindo ao governador do mato grosso. O governador Pedro Taques (PSDB) tomou a

Notícias 0 Comentários

BOLSONARO FALA SOBRE ACUSAÇÕES CONTRA FLÁVIO ‘EU ACREDITO NELE’

O presidente Jair Bolsonaro defendeu nesta 4ª feira (23) em entrevista exclusiva para a Record, o filho mais velho, Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). Disse que a investigação do MP-RJ (Ministério Público

Destaques 0 Comentários

RONI CARDOSO: APROVADA LEI QUE GARANTE MULTA PARA TROTES EM SERVIÇOS DE EMERGÊNCIA

A Câmara de Vereadores de Rondonópolis aprovou o projeto de Lei do vereador Roni Cardoso (PRTB) que estabelece multa pelo acionamento indevido dos serviços telefônicos de atendimento de emergência,  relativos

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta