AME ESCOLHE NOVA DIRETORIA

AME ESCOLHE NOVA DIRETORIA

Na manhã deste sábado (25), a Associação dos Ministros do Evangelho (AME) elegeu sua nova Diretoria para o biênio 2017-2019. Reunindo Pastores e líderes cristãos da igreja em Rondonópolis, tem a AME o propósito de promover a comunhão saudável entre os pastores, bem como a unidade da igreja, o Corpo de Cristo.

Na avaliação do Pastor José Roberto Barbosa, que presidiu a Associação interinamente nos últimos meses, “há um tempo de renovação para a AME e para a igreja do Senhor Jesus na cidade.” O Presidente eleito, Carlos Vanzeli, disse que a AME “deve ser compreendida c Omo a melhor ferramenta que temos para a promoção da unidade do Corpo de Cristo”. Caberá à nova Diretoria a função de “recobrar quadros importantes para a AME, restaurar o ambiente propício para a comunhão livre, honesta e confiável entre as lideranças do povo de Deus”, reforçou Vanzeli.

Junto com Vanzeli, foram eleitos Reverendo Wilson José (Vice-Presidente), Pr. Joel Hillheim (1° Secretário), Pr. Antônio de Pádua (2° Secretário), Pr. José Roberto Barbosa (1° Tesoureiro) e Ap. Roni Von Pinto (2° Tesoureiro). Foram ainda eleitos para o Conselho Fiscal da AME Pr. Eliezer Viana, Ap. Adriano Ortiz, Pr. Leolino Araújo Neto, Pr. José Divino e Pr. Ademir Nogueira.

 

 

Redação

Compartilhe:

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Notícias 0 Comentários

VEREADOR DE RONDONÓPOLIS NOS “HOLOFOTES DA FAMA”

Nos bastidores da política da câmara de vereadores de Rondonópolis um dos nobres parlamentares está sendo chamado de “Holofotes da Fama”. Isso porque segundo as informações o nobre edil, tem

Mato Grosso 0 Comentários

IPTU pode ser pago com 20% de desconto até quinta-feira (27)

Interessados em aproveitar o desconto de 20% no pagamento da cota única do IPTU 2017 tem até esta quinta-feira (27) para quitar o imposto. Quem optou por parcelar o valor

Destaques 0 Comentários

MINISTRO DIAS TOFFOLI SUSPENDE COAF SEM AUTORIZAÇÃO JUDICIAL

O presidente do Supremo, José Antonio Dias Toffoli, mandou suspender nacionalmente o andamento de todos os processos instaurados sem supervisão da Justiça que se baseiem em dados recebidos de órgãos