AGÊNCIA CLASSIFICA BARRAGEM EM MT COMO DE ALTO RISCO

AGÊNCIA CLASSIFICA BARRAGEM EM MT COMO DE ALTO RISCO

Uma barragem localizada em Poconé (a 104 km de Cuiabá) foi classificada como de alto risco de acidentes pela Agência Nacional de Mineração (ANM), em relatório divulgado no dia 19 de janeiro.

Conforme o documento o empreendimento contém, atualmente, 450 mil metros cúbicos de areia e, caso rompa, há risco de dano potencial médio.

A empresa de mineração está em nome de Ismael Ledovido de Arruda, de acordo com o relatório. A BR Ismael é uma das 30 exploradoras de Mato Grosso que aparecem no documento (veja o relatório completo no final da matéria).

Outra barragem que chama atenção no estudo é a Casa de Pedra, em nome da Maney Mineração Casa de Pedra Ltda, que, apesar de ser classificada como de baixo risco, caso haja um acidente, poderá provocar danos altos.

Em 2017, a mineradora em questão foi vendida à Jéssica Souza, filha de Valdinei Mauro de Souza, um dos sócios do atual governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), por R$ 2,8 milhões.

A mineradora possui jazidas de ouro em Mato Grosso avaliadas em R$ 723 milhões. Atualmente, o dique é responsável por conter 15,6 milhões de metros cúbicos de rejeitos de ouro primário.

No documento, outras quatro barragens são apontadas com potencial de dano em Mato Grosso caso haja algum acidente – mas nenhuma delas tem risco elevado de rompimento.

São elas: Dique de Finos, da Mineração Apoena, em Vila Bela; a Barragem EPP, da mesma empresa, localizada em Pontes e Lacerta; além de duas barragens que estão sob propriedade da NX Gold SA, em Nova Xavantina.

Conheça o Relatório Barragens

Redação com MidiaNews

Compartilhe: