ADILTON SACHETTI PODE DISPUTAR O GOVERNO DO MT PELO PODEMOS

ADILTON SACHETTI PODE DISPUTAR O GOVERNO DO MT PELO PODEMOS

Na terça-feira (25) Adilton Sachetti e Fábio Garcia ambos deputados federais do Matogrosso, receberam autorização da Executiva Nacional do PSB, para deixar a legenda do partido. Desta forma não serão incluídos em ação de infidelidade partidária e consequentemente à possibilidade de perderem seus mandatos.

Mais alguns parlamentares do PSB, também devem sair em breve.

A pergunta agora é sobre o destino de Adilton Sachetti ,menos que negue, desconverse e até mesmo braveje que não. Adilton é pré-candidato ao governo de Matogrosso.

No entanto o namoro político com a nova sigla Podemos é conhecido de todos nos bastidores políticos.

O menos provável seria sua filiação ao Partido Progressista (PP) do ministro e senador licenciado Blairo Maggi. Até porque um partido diferente de Blairo seria estratégico em uma futura composição de chapa majoritária nas eleições de 2018.

O certo é que Adilton Sachetti vai guiar naturalmente o destino de outros parlamentares, inclusive estaduais que deixarão o PSB em breve; e se unirão em torno da candidatura dele ao governo.

Apesar das conversas convergirem para o DEM no Estado. O caminho para o PODEMOS está sendo avaliado com carinho.

Enquanto o divórcio com PSB não era finalizado, Adilton namorou com o PP, noivou com o DEM, mas deve casar mesmo é com o Podemos.

 

Redação

 

Compartilhe:

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Destaques 0 Comentários

DUPLA DO MAL: GLENN E PIMENTA DESTILAM ÓDIO CONTRA APOIADORES DE BOLSONARO NO TWITTER

Glenn Greenwald, editor do Intercept Brasil, destilou todo seu ódio contra os apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e fez um comentário via Twitter, por conta da publicação do deputado federal

O Brasil quer mudança e não maquiagens, alerta Príncipe

O Príncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança, recentemente eleito deputado, pelo PSL, escreveu hoje, no seu Twitter, a respeito da imensa operação de camuflagem que o candidato Fernando Haddad

Destaques 0 Comentários

FRAUDES NO GANHA TEMPO PODE CHEGAR A R$ 8,5 MILHÕES

Uma auditoria na gestão das unidades do Ganha Tempo, realizada Controladoria Geral do Estado (CGE-MT), apontou que o Consórcio Rio Verde que administra sete terminais do Ganha do Tempo em