A HORA DA VERDADE: MAURO MENDES FOI ENGANADO PELA SINFRA ?

A HORA DA VERDADE: MAURO MENDES FOI ENGANADO PELA SINFRA ?

No início do mês de abril o governador de Mato Grosso Mauro Mendes (DEM) afirmou que a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) iria retomar ou dar início às obras em 90 municípios do Estado. Cerca de 114 no total.

Dentre as ordens de serviço estaria a retomada para conclusão da ponte da Avenida W11, em Rondonópolis, construída sobre o Rio Vermelho, na área urbana da cidade. A ponte com extensão de 250 metros e orçamento em torno de R$ 11 milhões, atualmente “liga nada a lugar nenhum”, 

Bem aí é que a informação não confere, até porque o Marreta Urgente em matéria publicada em 18 de março de 2019, questionou a paralisação da obra em Rondonópolis. No entanto a assessoria da Sinfra enviou e-mail refutando que a obra estivesse paralisada, conforme a matéria publicada.

E-mail da SINFRA:

Agora fica a pergunta, como alguém vai retomar algo que segundo o governo não está paralisado?

A verdade é que, ou o governador sabia e mesmo assim quis tirar proveito dizendo que iria resolver, ou a SINFRA mentiu sobre a situação ao governador. Provavelmente para ganhar tempo ao dizer que a obra não estava paralisada.

A hora da verdade chegou, Marreta neles!

Compartilhe:

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Mato Grosso 0 Comentários

“TEM VEREADOR COM TÍTULO DE DEMAGOGO E NÃO SOU EU” DIZ CLÁUDIO DA FARMÁCIA

Um pedido de vistas em um projeto está dando o que falar os vereadores do grupo governista, não digeriram muito bem a situação e atacaram o presidente da comissão de

Notícias 0 Comentários

A ALIANÇA ENTRE O PSDB DE TAQUES E LEITÃO COM O PATRIOTA DO DEPUTADO DELATADO DALTINHO

  Os preparativos e articulações para a eleição, em 2018, seguem avançando. Na última quinta-feira (28.06) aconteceu o 1º encontro regional do Patriota, o partido que foi rechaçado por Bolsonaro,

Destaques 0 Comentários

SELMA ARRUDA E TAQUES: A UNIÃO FAZ A FORÇA E FAZ A ESCOLTA

A polêmica decisão da Comissão de Segurança do Tribunal de Justiça que suspendeu em definitivo o serviço de segurança pessoal e escolta oferecido à Juíza aposentada Selma Arruda ganhou novo