A FAVOR DOS ADVOGADOS: Projeto de Fávero altera contagem de prazo no processo administrativo tributário

A FAVOR DOS ADVOGADOS: Projeto de Fávero altera contagem de prazo no processo administrativo tributário

Em mais uma ação voltada à classe dos advogados, o deputado estadual Silvio Fávero emplacou o Projeto de Lei 03/20, que modifica a contagem de prazos no processo administrativo tributário, conforme o Código de Processo Civil, e suspende os prazos processuais no recesso forense.

Aprovada em segunda votação, a proposta do parlamentar, que altera e acrescenta dispositivos a Lei nº 8.797, de 08 de janeiro de 2008, segue para sanção do governador.

De acordo com o projeto, essa alteração decorre em virtude, da inaplicabilidade da lei nº 10.946/2019, que trata da contagem de prazos no âmbito da Administração Pública, por parte da Secretaria de Estado da Fazenda (SEFAZ), que exige a alteração da contagem dos prazos na própria lei do Processo Administrativo Tributário.

“Esse projeto tem o objetivo de adequar a legislação estadual buscando unificar e padronizar a contagem e suspensão de prazos no âmbito do Processo Administrativo Estadual, proporcionando mais segurança jurídica por estar de acordo com o Código de Processo Civil ”, argumentou Silvio Fávero, visando atender especialmente o interesse público.

Assessoria

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Política 0 Comentários

FOTO CAUSA POLÊMICA ENTRE APOIADORES DE BOLSONARO E DEPUTADOS ESTADUAIS DO PSL/MT

Após uma foto tirada na manhã desta quarta-feira (10), onde o deputado estadual Claudinei Lopes e seu colega de PSL, Silvio Fávero aparecem ao lado de Valdir Barraco (PT), Dr.

Política 0 Comentários

MP ELEITORAL PEDE MULTA A BOLSONARO E LULA POR PROPAGANDA ANTECIPADA

O vice-procurador-geral Eleitoral, Nicolao Dino, acaba de pedir ao TSE que aplique multa a Jair Bolsonaro (à direita) e Lula por veiculação na internet de propaganda eleitoral antecipada. Dino cita

Destaques 0 Comentários

VALTENIR PEREIRA : RELATOR DO PROJETO SOBRE PREÇO MÍNIMO DO FRETE APROVADO PELA CÂMARA

Para solucionar a crise vivida pelo transporte rodoviário de cargas, combater os baixíssimos fretes praticados no setor e por fim na greve dos caminhoneiros o Governo Federal publicou na quinta-feira