52 dias de angustia para família de Michelle Yasmin

52 dias de angustia para família de Michelle Yasmin

A família da adolescente, Michelle Yasmin Nascimento Mantovani, 16 anos, buscam informações do paradeiro da adolescente que desaparecida agosto em São Lourenço de Fátima MT.

Segundo os familiares ela está sem documentos e somente com a roupa do corpo, além disso, a garota não possui aparelho celular.

A família está muito preocupada pois Michelle Yasmin faz uso de medicação controlada e precisa voltar com o tratamento urgentemente.

Os familiares registraram o Boletim (BO) de Ocorrência informando o desaparecimento de Michelle, após o registro, buscas foram realizadas na região do residencial Fátima de São Lourenço, porém sem nenhuma informação.

A família segue em buscas por toda a região, mas não há pistas sobre o seu paradeiro.

A família espera por qualquer informação que possa levar ao paradeiro da adolescente.

Além do numero da policia 190 a família disponibilizou um número de telefone foi disponibilizado, aqueles que tiverem informações podem entrar em contato através do telefone (66) 98107-9646 ou 3441-10

Pedimos encarecidamente que não passem trote pois a família já está muito abalada!

Chris Santos

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Mato Grosso

PREFEITO E SECRETÁRIO DE JACIARA MT TEM BENS BLOQUEADOS PELA JUSTIÇA

O prefeito de Jaciara/MT(127 km de Cuiabá), ABDULJABAR GALVIN MOHAMMAD e o secretário municipal de planejamento, administração e finanças, RONIEVON MIRANDA DA SILVA, tiveram a decretação da indisponibilidade dos bens.

Destaques

Jogo de celular pode ajudar a achar cura para coronavírus

A luta contra o coronavírus ganhou um aliado inusitado. Desenvolvido desde 2008 por alunos, professores e entusiastas do Centro de Ciência de Jogos da Universidade de Washington, o jogo Foldit

Notícias

TRETA:VICE-PREFEITO ACUSA SITE DE MANIPULAR ENQUETE

Uma polêmica envolvendo o vice-prefeito de Rondonópolis, Ubaldo Tolentino de Barros (Cidadania) e o diretor do site Notícias de Mato Grosso, deve chegar aos tribunais de justiça. Tudo por conta