STF AVALIARÁ SUSPEIÇÃO DE MORO

STF AVALIARÁ SUSPEIÇÃO DE MORO

O ministro Gilmar Mendes liberou ontem um pedido de liberdade apresentado pela Defesa do ex-presidente Lula. Gilmar havia pedido vistas em dezembro, quando na Segunda Turma do Supremo já havia dois votos contra o ex-presidente.

No centro do argumento está, justamente, a suspeição do juiz Sérgio Moro. À época, os advogados de Lula apontavam como indício o fato de que, ao aceitar o cargo de ministro, Moro sugeria ter lado. Os diálogos divulgados pelo Intercept Brasil podem reforçar o argumento. Além do voto de Gilmar, ainda faltam os de Ricardo Lewandoski e do decano Celso de Mello. Este último será decisivo. É possível que o julgamento já ocorra hoje.

No Congresso, deputados de PT, PSOL e PCdoB prometem tentar obstruir todas as votações enquanto Moro não for afastado do ministério da Justiça. Hoje, os líderes do trio se reúnem com PSB e PDT para definir estratégias. Devem lançar uma CPI.

 Bolsonaro no início da noite falou que algo sobre Moro. “Nós confiamos irrestritamente no ministro”, afirmou o secretário de Comunicação Fabio Wajngarten.Os dois, presidente e ministro, devem conversar hoje.

Sobre o Autor

Talvez você também goste

MEC libera recursos para educação em tempo integral

O Ministério da Educação (MEC) autorizou a transferência de recursos para estados implementarem a educação em tempo integral no ensino médio. Ao todo, serão liberados R$ 99 milhões distribuídos entre

Destaques 0 Comentários

PF cumpre mandados de busca e apreensão contra empresário que ameaçou funcionários públicos

Fortaleza/CE – A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira (04/7), a Operação Intimidação, com o objetivo de apurar denúncia de ameaça contra auditores-fiscais do Trabalho no Ceará.Estão sendo cumpridos três Mandados

Notícias 1Comentários

GALLI AFIRMA QUE ÉPOCA DE REGIME MILITAR NÃO EXISTIA LADROAGEM NEM “VEADAGEM”

O deputado federal Victório Galli (PSC) não teme a volta do regime militar e elogia período O deputado federal Victório Galli (PSC) não teme a volta do regime militar, como

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta