RODRIGO MAIA E RENAN CALHEIROS CONTINUARÃO DANDO AS CARTAS EM BRASÍLIA

RODRIGO MAIA E RENAN CALHEIROS CONTINUARÃO DANDO AS CARTAS EM BRASÍLIA

A Câmara dos deputados teve renovação de 47,3% foram eleitos 243 deputados “novos” e o Senado mostrou um índice de renovação de 87,03%. Das 54 cadeiras em disputa – 2/3 do total de 81 senadores – 46 serão ocupadas por novos parlamentares.

No entanto o efeito renovação poderá não ser efetivado no comando das respectivas Casas Legislativas. Com a decisão do PSL de apoiar a reeleição de Rodrigo Maia na Câmara, que deverá acontecer sem problemas. No senado, Renan Calheiros (MDB) vai para o seu quarto mandato e também deverá ser o presidente.

Em suma, pelo menos no quesito renovação de poder na câmara federal e no senado, a tendência é que as figurinhas carimbadas permaneçam realizando sua trajetória de comando.

Os sinais claros de mudança, pelo menos no legislativo nacional devem seguir a máxima “vamos mudar sem alterar absolutamente nada”. Talvez a única forma de realizar uma renovação evidente no congresso nacional seja uma faxina de 100% em uma próxima eleição.

Caso contrário, sem mudança no sistema, o mecanismo continuará o mesmo no parlamento, uma verdadeira decepção para o eleitor que apostava em mudanças.

Esperamos que os novos deputados e senadores acabem com o fisiologismo que se perpetua na política brasileira. E aprovem uma reforma política que rompa com seus privilégios. Ou será que desejam se beneficiar do atual sistema?

E como alguém, um dia falou: “Na política tudo é conversa e o resto é conversa”.

Marreta neles!

Compartilhe: