Rede de Farmácias que vendia máscaras com preço abusivo é alvo de operação no Ceará

Rede de Farmácias que vendia máscaras com preço abusivo é alvo de operação no Ceará

Em Fortaleza, uma operação da Polícia Civil do Ceará apreendeu ontem 50 mil máscaras hospitalares que estavam sendo comercializadas a preços abusivos em uma rede de farmácias. O alvo da Operação Careza, que contou com a participação do Ministério Público do Ceará (MP-CE), foi a rede de farmácias Droguista Cearense.

O preço de uma caixa com 50 máscaras era de R$ 10, com valor unitário a 20 centavos, mas estava sendo vendida a R$ 180 (R$ 3,60 a unidade), quase vinte vezes o preço de mercado.

Além das máscaras hospitalares, os investigadores apreenderam documentos, papéis, anotações, objetos, computadores, aparelhos de telefone celular, smartphones, notebooks, tablets, aparelhos eletrônicos com capacidade de armazenamento, e arquivos em meio magnético ou óptico.

A busca pelo material cresceu bastante desde o avanço da pandemia de coronavírus pelo mundo. No Ceará, um dos estados mais afetados pela doença no Brasil, a escassez de máscaras gerou uma busca pelo item nas farmácias desde o início de março.

Redação com Meio

Talvez você também goste

Notícias 0 Comentários

“DAR O CU”, TEMA DE CURSO EM UNIVERSIDADE DO PIAUÍ

O Centro Acadêmico de Filosofia da Universidade Estadual do Piauí (Uespi), Campus Parnaíba, programou para o dia 16 deste mês um minicurso com palestras de dois professores sobre o título

Destaques

COVID-19 – Mato Grosso vai aumentar de 796 para 1.148 a capacidade de testes diários

Mato Grosso deve aumentar para 1.148 a capacidade de realização de testes diários RT-PCR – considerado o padrão-ouro no diagnóstico da Covid-19 – na primeira quinzena de junho, quando o Laboratório Central

Notícias

Prefeito ignora pedidos da Acir para a prorrogação dos vencimentos dos tributos municipais e mantém cobrança

Em 19/03/2020, 24/03/2020 e 03/04/2020, a ACIR apresentou ao Executivo Municipal propostas de medidas emergenciais que podem contribuir efetivamente para a pacificação social e econômica em Rondonópolis, conforme o protocolo