O FIM DA PRÉ-CANDIDATURA DE ROSSATO AO GOVERNO DO MT E O ” PLANO B” DO PSL

O FIM DA PRÉ-CANDIDATURA DE ROSSATO AO GOVERNO DO MT E O ” PLANO B” DO PSL

Conforme anunciado há muito tempo e em primeira mão pelo Marreta Urgente, a pré-candidatura a governador do ex-prefeito de Sorriso Dilceu Rossato não decolou e está longe de alcançar tal feito. Para não dizer que afundou de vez.

Leia as matérias veiculadas no dia 6 e no dia 12 de maio que antecipavam o assunto:

www.marretaurgente.com.br/rossato-embaixador-ou-pre-candidato-ao-governo-do-mt/

http://www.marretaurgente.com.br/crise-no-psl-rossato-vai-recuar-e-apoiar-pivetta/

No entanto após a reunião ocorrida na última sexta-feira (1) entre o governador Pedro Taques e a lideranças do PSL estadual, a sigla já prepara Plano B e avalia os outros pré-candidatos para possíveis alianças.

O deputado federal Victório Galli presidente estadual do PSL, disse que a conversa com Taques foi apenas para ouvir e que o partido está conversando e atendendo a todos as siglas que desejam conversar.

A pré- candidata ao senado juíza aposentada Selma Arruda, está sendo a cotada para compor a chapa majoritária de vários pré- candidatos ao governo. Para o vice-presidente do PSL o pecuarista Nelson Barbudo, neste momento o partido está apenas analisando as conjecturas políticas e que as coisas somente serão definidas com  as convenções partidárias.

Segundo o presidente do PSL Victorio Galli, as conversas serão com os três pré-candidatos ao governo.

O senador Wellington Fagundes (PR), o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes(DEM) e com o ex-prefeito de Lucas do Rio Verde Otaviano Pivetta (PDT).

A única certeza é que o PSL como partido conservador e de direita. Não aceitará coligações com PT, PCdoB ou PSOL e consequentemente qualquer pré-candidatura ligada a estes partidos. Essa é uma determinação expressa do pré-candidato a presidência pelo PSL deputado Jair Bolsonaro.

Redação

Compartilhe: