Magazine Luiza é acusada de fraude por cupons de R$ 1.000

Magazine Luiza é acusada de fraude por cupons de R$ 1.000

A Magazine Luiza esteve entre os assuntos mais comentados do Twitter na última terça-feira (7/1) após distribuir cupons de R$ 1.000 de desconto para usuários do aplicativo. Consumidores afirmaram que os cupons não funcionavam e acusaram a empresa de usar perfis falsos para promover a ação. Em nota ao UOL, a varejista justificou as críticas dizendo que “a demanda foi muito grande e [os benefícios] acabaram muito rápido”, mas garantiu que os cupons eram reais e compartilhou relatos de clientes que conseguiram aproveitar a promoção.

O cupom foi disponibilizado para compras pelo aplicativo da Magazine Luiza cujo valor total ultrapassasse R$ 1.001 em produtos vendidos e entregues pela varejista. A promoção começou às 16 horas e distribuiu 50 cupons, esgotados em cerca de 30 minutos. Após as críticas, a Magazine Luiza disponibilizou mais 500 cupons de R$ 1.000, válidos nas mesmas condições, no começo da noite. Desta vez, os cupons esgotaram em cerca de 10 minutos. A empresa diz que mais pessoas conseguiram aproveitar a segunda leva do que a primeira.

Para comprovar a legitimidade da ação, a empresa compartilhou no Twitter até mesmo uma lista de clientes que usaram o cupom de R$ 1.000, com nome, cidade, estado, produtos comprados e valor gasto.

Fonte:  Yahoo Finanças / UOL / Poptvnews

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Destaques 0 Comentários

BOLSONARO DOMINA O WHATSAPP E ALCKMIN TEM O MAIOR TEMPO DE TV

Jair Bolsonaro, que lidera as pesquisas sem Lula, terá 8 segundos de TV. A alternativa de campanha é o WhatsApp. Só o major Olímpio, um dos principais assessores do candidato,

EX- FILIADO DO PT ROGÉRIO FAVRETO, O DESEMBARGADOR QUE MANDOU SOLTAR LULA

A liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi divulgada neste domingo (8), após decisão do desembargador federal Rogério Favreto do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

Notícias 0 Comentários

Projeto de Max Russi proíbe reboque de veículo na presença do proprietário ou condutor

O Projeto de Lei n°905/2019, do primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, o deputado Max Russi (PSB), quer a proibição da remoção de veículos multados, quando o proprietário, ou motorista, estiver presente

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta