Divulgação/TV Globo/João Miguel Junior LUCIANO HUCK, DA REDE GLOBO, DOA DINHEIRO PARA CAMPANHAS SOCIALISTAS PELO BRASIL

LUCIANO HUCK, DA REDE GLOBO, DOA DINHEIRO PARA CAMPANHAS SOCIALISTAS PELO BRASIL

O apresentador global Luciano Huck, que tentou emplacar candidatura presidencial pelo PPS – Partido Popular Socialista, faz doações generosas para candidatos no Brasil.

Principalmente no que se refere à contribuição financeira, Luciano Huck já doou mais de R$ 200 mil. Ao todo, foram 8 candidatos da legenda socialista, a deputados federais estaduais espalhados pelo Brasil, que receberam a ajuda do homem da Rede Globo.

Em Mato Grosso, o beneficiário de uma doação de R$ 50 mil, foi o candidato a deputado federal, ex-secretário de Estado de Educação, Marco Marrafon (PPS).


No Rio de Janeiro, o ex-ministro da Cultura de Michel Temer, Marcelo Calero, que disputa uma vaga de deputado federal, também recebeu R$ 50 mil.

Além de Marcelo e Marrafon, o candidato à Câmara, Humberto Vieira Barbosa Laudares Pereira (SP) também recebeu R$ 50 mil. Freire e Paulo Gontijo Olinto Ramos – candidatos a deputado estadual por São Paulo – receberam R$ 25 mil para suas campanhas, todos do PPS.

Willian Bueno e Silva (MG), Diogo Nascimento Busse (PR) e Erick Marcio Mendes Muniz (RJ) também tiveram auxílio do apresentador da Rede Globo. Cada um recebeu R$ 20 mil, R$ 10 mil e R$ 5 mil, respectivamente.
Um dos motivos de tanta generosidade seria uma tentativa da Rede Globo “amarrar” pretensos deputados federais para combater Bolsonaro no Congresso, caso eleito presidente.

Ao que parece, a mesma estratégia utilizada por grandes empresas ligadas ao PT, agora é utilizada pela Rede Globo. Segundo informações, a Globo perderá 400 milhões, dos 800 milhões de reais anuais, com a vitória de Jair Bolsonaro.

A emissora não poderia efetuar doações, por se tratar de pessoa jurídica e haver vedação legal, mas seus apresentadores e funcionários estão liberados para efetuar doações, pois a legislação permite doação de pessoa física. Enquanto isso, a esquerda estaria se preparando para criar obstáculos em um futuro Governo Bolsonaro?

As posições ideológicas do Partido Popular Socialista (PPS) são pouco comentadas, fazendo-se necessário esclarecer os temas para que o eleitor consiga compreender sua proximidade ou dissonância ideológica. O PPS é um dos poucos partidos no Brasil que assume posição clara e oficial em defesa da descriminalização do aborto. Além do apoio irrestrito do PPS e do líder do PPS no Senado, pela aprovação do “casamento gay” no Brasil. A ideologia de gênero também é defendida oficialmente pelo PPS. Para espanto ou satisfação de muitos, o PPS também é oficialmente favorável a descriminalização da maconha, para uso medicinal e recreativo; o partido também é favorável ao desarmamento da população de bem, apoiando o Estatuto do Desarmamento que desarmou a população e permitiu aumento da força da criminalidade. O PPS produziu um material contraditório em apoio ao Estatuto do Desarmamento, o material foi publicado em seu site oficial. Para finalizar, o PPS fez ataques diretos contra Bolsonaro em seu site oficial, ataques e desqualificações.

Outro fato que chama a atenção sobre Luciano Huck foi que no ano de 2015, uma camiseta da grife do apresentador, vendida em sua loja virtual, continha uma frase que fazia apologia à pedofilia e à libertinagem sexual, ao sexo sem compromisso.

Leia as matérias relacionadas ao episódio de 2015:

http://diariogaucho.clicrbs.com.br/rs/dia-a-dia/noticia/2015/03/mp-vai-investigar-grife-de-luciano-huck-por-camiseta-que-incentivaria-pedofilia-4712276.html

https://veja.abril.com.br/entretenimento/grife-de-luciano-huck-se-desculpa-por-camiseta-infantil-com-estampa-vem-ni-mim/

Uma menina de aproximadamente 6 anos, posou com uma camiseta onde se lê: “Vem Ni Mim Que eu Tô Facin”. O anúncio é claro: “Pra quem procura uma camiseta divertida para os pequenos, as camisetas Huck são perfeitas”! (…) estão disponíveis nos tamanhos 02 a 12, para meninos e meninas. Dizia na época o anúncio na página.

A assessoria do empresário e apresentador emitiram nota reconhecendo o erro e pedindo desculpas.

“Pedimos profundas desculpas sobre a camiseta ‘Vem Ni Mim Que Tô Facin’ e sentimos muito por todos que foram ofendidos pela imagem. Este Comunicado não tem o objetivo de justificar o injustificável; mas apenas de explicar o motivo do erro para que fique claro que não houve qualquer intenção maldosa”. Não nos eximimos do erro, nem de qualquer responsabilidade, mas é importante esclarecer que não houve a intenção de ofensa. Dizia a nota…

Luciano se desculpou por usar crianças para essa camiseta. Mas, essa camiseta não representa a destruição de valores cristãos mesmo em um adolescente ou num adulto, não representa a defesa do sexo sem compromisso?

Ao assinar ficha de filiação em um partido, o candidato não lê suas diretrizes, notas oficiais, estatuto do partido, não sabe o que defende seus dirigentes; é lacrador ideológico; ou acredita em suas pautas com sinceridade e que irá angariar seus votos em cima dessa plataforma?

Por enquanto Marreta Neles!

Compartilhe: