GALLI DENUNCIA À PGR DESEMBARGADOR QUE TENTOU SOLTAR LULA DA PRISÃO

GALLI DENUNCIA À PGR DESEMBARGADOR QUE TENTOU SOLTAR LULA DA PRISÃO

O deputado federal Victorio galli (PSL-MT) encaminhou a procuradoria geral da república (PGR) uma reclamação contra o juiz do Tribunal Regional Federal da 4ª região (TRF-4), Rogério Favreto.

PDF: Petição � PGR

O desembargador concedeu no último domingo (8) um habeas corpus polêmico ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A repercussão iniciou desde a decisão de Fraveto até a anulação do alvará de soltura. O desembargador João Pedro Gebran Neto, relator da Lava Jato, em segunda instância, suspendeu a decisão de liberdade e manteve Lula preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

O evento se transformou em uma disputa jurídica novelista que só foi finalizado após decisão de Thompson Flores, presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, que acolheu a decisão de João Pedro Gebran Neto e impediu a libertação do ex-presidente Lula. O imbróglio ocorreu durante as férias de Sérgio Moro, juiz federal de primeira instância que cuidou de todo o processo da Lava Jato.

Alguns pedidos foram protocolados por outros parlamentares junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ). No entanto, o deputado Victorio Galli, após consultar a opinião de juristas em Brasília, foi aconselhado a encaminhar o pedido a PGR, que seria o órgão com propriedade para receber a denúncia do deputado federal contra o desembargador plantonista Rogério Favreto.

Segundo Galli, que é considerado um ícone da direita no Brasil, o desembargador de plantão agiu movido por paixão político-partidária e não como magistrado, além de faltar imparcialidade.

“Um absurdo a conduta do desembargador contrariando seus pares que em decisão colegiada decidiram pelo cumprimento da pena. Atitude como essa precisa de uma resposta à altura por parte do judiciário, sob pena de comprometer todo o sistema de justiça do país”.

Redação

Compartilhe: