Fábio Cardozo defende continuidade do Projeto da Orquestra Sinfônica Jovem

Fábio Cardozo defende continuidade do Projeto da Orquestra Sinfônica Jovem

O primeiro secretário da Câmara de Rondonópolis, vereador Fábio Cardozo (PPS), disse na tribuna do plenário do legislativo municipal, nesta quarta-feira (17), que recebeu com muita preocupação a informação de que a prefeitura não irá continuar com o Projeto Orquestra Sinfônica Jovem, que é desenvolvido na cidade desde 2014 em parceria com o Instituto Ciranda, atendendo hoje mais de 350 crianças e jovens. “Se isto se confirmar, ficarei muito desapontado, pois a prefeitura havia se comprometido a dar continuidade a este importante projeto cultural”, ressaltou Fábio.

Ele afirmou que no início do ano procurou para falar sobre a importância da continuidade do projeto o prefeito José Carlos do Pátio (SD) e o secretário de Cultura, Humberto Campos, “que reconheceram que é um projeto bacana e que iria continuar”. Inclusive, o Espaço Cultural José Sobrinho foi cedido para os ensaios da orquestra, assim como os instrumentos. “No entanto, na semana passada recebemos a informação de que não irá mais continuar”, completou.

Segundo Fábio, a informação o deixou “aborrecido”, assim como os alunos e pais, “pois se criou a expectativa em todos de que iria continuar o projeto. Quero aqui na tribuna demonstrar o meu aborrecimento pela forma como a coisa chegou a caminhar e parou, bem como pela forma como que envolveu as pessoas e como foi conduzida”, destacou.

Cardozo disse ainda entender que o projeto possa ser modificado. “Entendo que até alguma coisa de repente possa ser modificada. Entendo, também, que na Cultura tem muitos projetos importantes, mas vejo este como um dos principais, pois, além de ser muito bonito, tem um grande alcance social, sendo um instrumento de inclusão, educação e transformação de vida por meio da música para estas crianças e jovens”.

 

Assessoria

Compartilhe: