EMPRESA LIGADA AO DEPUTADO NININHO, SEGUNDO DELAÇÃO DE SILVAL É ALVO DE OPERAÇÃO DA POLÍCIA FEDERAL

EMPRESA LIGADA AO DEPUTADO NININHO, SEGUNDO DELAÇÃO DE SILVAL É ALVO DE OPERAÇÃO DA POLÍCIA FEDERAL

A Polícia Federal deflagrou operação Malebolge (12ª fase da Ararath) na manhã desta quinta (14). Entre os alvos de ordem judicial está a Construtora Trípolo Ltda, empresa ligada à família deputado estadual Ondanir Bortolini, conhecido como Nininho (PSD), em Rondonópolis- MT, a ação teria ligação com a delação do ex-governador Silval Barbosa.

O ex-governador Silval da Cunha Barbosa (PMDB) afirma que recebeu R$ 7 milhões em propinas para assinar a concessão de um trecho da MT-130 à Morro da Mesa Concessionária S/A, Segundo o delator, ele mesmo pediu a propina e os valores foram pagos pelo próprio deputado.

Segundo Silval, os pagamentos da propina foram feitos com 22 cheques, com vencimento mensal, no valor de R$ 320 mil emitidos pela Construtora Trípolo Ltda.

A ação cumpre mandados de busca e apreensão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal em 64 endereços. Participam da ação 270 pessoas dentre policiais federais e membros do MPF nos seguintes municípios: Cuiabá/MT, Rondonópolis/MT, Primavera do Leste/MT, Araputanga/MT, Pontes e Lacerda/MT, Tangará da Serra/MT, Juara/MT, Sorriso/MT, Sinop/MT, Brasília/DF e São Paulo/SP.

Foto: Marcelo Duarte

Foto: Marcelo Duarte

 

Redação

 

 

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Destaques 0 Comentários

SEM CARNAVAL “RONDONFOLIA” EM 2019 RECURSOS IRÃO PARA EDUCAÇÃO

Em 2019 não haverá RondonFolia, como é chamado o evento de carnaval popular em Rondonópolis. A decisão foi informada pelo Secretário Municipal de Cultura, Humberto de Campos. Segundo o secretário

Estudo sobre criminalidade da FGV confirma afirmação de Mourão sobre estrutura familiar

Estudo de economistas da Fundação Getúlio Vargas conclui que fatores como maior proporção de filhos de mães adolescentes ou de famílias onde não há o pai ou a mãe presente

Não categorizado 0 Comentários

MÉDICOS DENUNCIAM CAOS NO HOSPITAL REGIONAL EM RONDONÓPOLIS

Sem pagamento há mais de 150 dias, os médicos do Hospital Regional de Rondonópolis resolveram denunciar nesta sexta-feira (28) em carta aberta, a terrível situação que enfrentam em seu trabalho

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta