BOLSONARO GRAVA VÍDEO EM APOIO A GUARDA MUNICIPAL DE VÁRZEA GRANDE QUE MULTOU CARRO DE VEREADOR

BOLSONARO GRAVA VÍDEO EM APOIO A GUARDA MUNICIPAL DE VÁRZEA GRANDE QUE MULTOU CARRO DE VEREADOR

O Deputado Federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), pré-candidato à presidência em 2018, saiu em defesa da guarda municipal Steffany Anjos da Silva. A agente Anjos, lotado na cidade de Várzea Grande, aplicou uma multa contra o vereador Edilei Roque de Cezaro, o Neni Chimarrão (PTC), que estacionou seu veículo em local proibido.

O ocorrido ganhou repercussão nacional. No último dia 1º de julho, os vereadores da segunda maior cidade de Mato Grosso foram chamados de “caras de pau” em reportagem da Globo.
O vereador Neni Chimarrão foi multado por estacionar em local proibido em frente à Prefeitura de Várzea Grande.

A moção de repúdio contra a Guarda Municipal foi proposta pelo vereador Pedrinho Tolares (DEM) e aprovoda por 16 vereadores contra 5 abstenções. Além do autor da desastrosa moção, votaram a favor: Fabinho (DEM); Jânio Calistro (PSD); Neni Chimarrão (PTC); Ademar Jajah (PSDB); Doutor Carlos Garcia (PSB); Carlindo Neto (PV); Gisa Barros (PSB); Sardinha (PTB); Rodrigo Coelho (PTB); Nana (DEM); Rogerinho da Dakar (PV); Doutor Miguel (PSDB); Ícaro Reveles (PSB); Ivan dos Santos (PRB); e Ferrinho (PTdoB).
A infração de trânsito cometida pelo vereador tem o custo de R$ 195,23, além de cinco pontos na CNH.

Bolsonaro tomou conhecimento do episódio pelo deputado federal e líder do PSC na Câmara, Victório Galli.

No vídeo Jair Bolsonaro incentivou, ainda, a guarda municipal para que coloque seu nome como candidata a vereadora em 2020 e atue contra o corporativismo.

“Que você continue ao lado da lei e da ordem, lamento muito o que aconteceu”, disse Jair Bolsonaro no vídeo gravado ao lado de seu filho, o deputado Eduardo Bolsonaro e do deputado Victório Galli.

Jair, Eduardo e Galli, já conquistaram respeito e admiração, principalmente entre os conservadores cristãos, por pautarem suas opiniões sempre pela ordem, verdade e do cumprimento da lei.

 

Redação

 

Compartilhe: